All in Biblioteca

Quando é que passa de caro a obsceno?

Ganha-se o gosto. E consegue ser vertiginosa. Como em todas as descobertas de novos mundos, tudo é deslumbrante. Mais ingredientes, mais preparações, mais pessoas, partilha de experiências, mais restaurantes, pessoas que comungam dos mesmos interesses, tudo. A história, as estórias sobre a história, a evolução ao longo dos tempos. Válido para gastronomia, entre tantas outras temáticas. 

O Sol quando nasce é para todos (JAS e a gastronomia)

Quanto ao ódio estrangeiro queiram remover ou evitem por favor servir ao autor pelo o penne vegetariano n'O Polícia, o caviar e o Foie n'o Gambrinus (esse famoso rei...da Flandres), o polvo à Galega e o tornedó aux champignons n'o Solar dos Presuntos, o tártaro, bisque, escargot ou scampi n'o Pabe em Lisboa, a lagosta Thermidor, ou o linguado Meunier n'o Porto de Santa Maria no Guincho, só para falar de Lisboa. Retirem também de todas as montras metade da doçaria, como o bolo-rei (sacrilégio, que é francês), mousse, metade dos pudins, éclaires, duchaisses, bolas de Berlim e tantos outros. Orgulhosamente sós, como noutros tempos. 

Façam as vossas apostas Michelin.

Há os que as amam e os que as odeiam. Países que se querem livrar delas, Chef's que se suicidam quando as perdem, gente diz que duplica facturação e tem sala cheia durante os próximos 365 dia graças a isso. Isto é de facto a matéria de que os mitos são criados, e o próximo dia 23 de Novembro, marcará indelevelmente o ramo da Gastronomia em Portugal.

Munchie's Chef's Night Out

O site MUNCHIES, possui uma série chamada "Chef's Night Out", que vai actualmente na sua sexta temporada. Retrata bem, o que é a vida de pessoas comuns, que ganham a vida dentro de uma cozinha: não apreciam estar lá dentro no seu dia de folga, mas também não se afastam demasiado. 

Saborologia AEG

E de vez em quando, há marcas que criam muito mais do que aquilo para o que apontaram. 

É o caso da AEG, com o documentário SABOROLOGIA, apresentado em 4 episódios, ao vivo nalgumas cidades como foi o caso de Lisboa. 

Cooked: Um documentário em 4 partes

O documentário Cooked, com uma fotografia espantosa e um bom ritmo, surge como uma passagem de informação, em que Michael Pollan se rodeia quer de conhecimento técnico de especialistas, quer de conhecimento empírico de populações de todo o mundo, utilizando como divisor os quatro elementos. 

Livros de comer: Fabrico Próprio

Um livro de culto. Não tem receitas, não tem imagens de página inteira fotografadas com recurso a inúmeros efeitos luminotécnicos e digitais, e possui até algumas fotografias com temas menos agradáveis: patas, línguas, russos desnudos, tíbias, rins, ratos, entre outros.