All in Comida

Euskalduna Studio: Autonomia no Porto

Segunda sopa. Asiática desta vez. Do caldo mais escuro, saem peónias, trevos (nenhum de quatro folhas) e trompetas da morte. Por cima uma gema curada, através da deposição de seis horas em açucar, que depois também passou pelo maçarico. A sensação engraçada de levar uma gema a perder humidade, mas sem a cozer, e depois fazer com que o seu exterior fique crocante e quebradiço.

Façam as vossas apostas Michelin.

Há os que as amam e os que as odeiam. Países que se querem livrar delas, Chef's que se suicidam quando as perdem, gente diz que duplica facturação e tem sala cheia durante os próximos 365 dia graças a isso. Isto é de facto a matéria de que os mitos são criados, e o próximo dia 23 de Novembro, marcará indelevelmente o ramo da Gastronomia em Portugal.

LEOPOLD + BOI-CAVALO@Baixa House

O convite para sentar, ali na cozinha, a um metro da bancada se tanto. Cabemos todos estamos confortáveis, iniciemos.
A audiência escuta, em posicionamento semelhante ao da última ceia, quem pintou o quadro. E o que eles dizem é de sobremaneira importante. Por chavões que sejam, a falta de tempo para se encontrarem, o querer sair da zona de conforto, o trabalhar local e sazonal...

THE _ M O U S S E

Pecaminosa, decadente, modificadora de comportamentos compulsivos. 10 das que sou capaz de repetir até o médico mandar parar.

Não estarão seguramente todas por aqui, e para alguém que não gosta assim tanto da parte doce investir nesta publicação é quase contraditório, Lisboa no entanto, merece uma análise detalhada do produto!

Enfarta sabor

Enfarta sabor.

Ambicionei que isto aparecesse durante anos. Nunca mais existia um americano por cá. Se há coisa em que são mestres é na combinação perfeita de carnes cozinhadas durante demasiado tempo, em conjugação com uma panóplia de acompanhamentos gigante. Tudo servido em doses monstras e chamam-lhe: churrasco. 

Até ao infinito e mais além.

Até ao infinito e mais além.

Numa estranha alegoria, aparecem os pecados uns atrás dos outros, duplicados, replicados, espelhados. A gula supera tudo aquilo que a razão possa dizer em sentido contrário. Nem sequer faz sentido tentar ser racional sobre este tipo de questões. 

Prazer & Culpa

Prazer & Culpa. Por vezes há coisas inexplicáveis nos hábitos alimentares. Nada como uma bela dose de hidratos de carbono, comidos ao Sol, ao almoço, carregados de óleo de um panado e alho no esparguete. O limão é apenas para decorar. @La Rúcula

No meio do verde

No meio do verde. Sarrajão ou gaiado, um dos mais versáteis peixes do nosso Atlântico, vagabundo errante, entre os dois arquipélagos onde se fala português. As inúmeras preparações possíveis, varrem a cozinha de lado a lado: Forno, panela de pressão, seco e salpresado, grelhado e crú, como é servido na Tasca Kome. 

Verde Tinto (ainda falta tanto

Verde Tinto (ainda falta tanto). Malga de cerâmica obrigatória. A dificuldade em explicá-lo a um turista. A dificuldade em explicá-lo para quem tudo tem de ser Branco ou...Tinto. A cor dos lábios, a auréola deixada na taça, o círculo perfeito azul na toalha de papel.