Cinema & Gastronomia (1 de 4)

Cinema & Gastronomia (1 de 4)

Se a escrita consegue por vezes descrever tão bem aquilo que se come e o que se sente, o cinema não lhe fica atrás. Não havendo ciclos dedicados a esta temática por cá, há que a explorar em modo privado e partilhar.

O ciclo vai ser composto por 4 sessões:
Para entrada, a 3 de Julho 8 filmes dos que mais aprecio, daqueles que me fizeram gostar ainda mais de comer, de querer perceber sobre determinada região, ou sobre uma preparação.
O prato de peixe servido a 10 de Julho, 8 filmes mais comerciais, fáceis de apreciar, como qualquer domingo requer.
Já para a carne servida a 17 de Julho, virão 8 exercícios de auto-afirmação: publicações de “chefs”, para gáudio da sua legião de fãs, para compreensão daquilo que fazem, para memória futura do expoente que cada um representa perante os seus pares.
Por fim a 24 de Julho é servida a sobremesa, com 8 documentários quase obrigatórios para compreender a indústria, os nichos de consumidor, o desenvolvimento de conceitos e posições que fazem pensar. 

La graine et le mulet (2007)

Em Portugal, nos tempos mais recentes em que o desemprego grassou entre grande parte da população, muitos tentaram a sua sorte noutras tarefas, para as quais se julgaram aptos. Esta é também a história de Slimane, um homem velho e cansado, despedido do porto francês onde trabalha e que encontra um novo objetivo de vida ao abrir um restaurante cujo prato principal é o Cuscuz. 


Estômago (2007)

Raimundo vem do campo para a cidade em busca de uma vida melhor. Começa a trabalhar num pequeno estabelecimento, que lhe providencia abrigo e algum dinheiro. Num bar de rua, a especialidade criada a partir da “coxinha” faz com que suba na vida e consiga vir a trabalhar num restaurante italiano.
As cenas variam entre a sua vida no restaurante e a sua ascensão na comunidade prisional, cujo crime se desconhece até quase ao final do filme. 


Delicatessen (1991)

Este é um filme de culto, e desta primeira sessão será porventura o filme menos apelativo. É no entanto sem dúvida sobre comida, ou mais precisamente sobre a falta dela.
O proprietário do edifício, é simultaneamente um talhante, com estabelecimento aberto para a rua.
A sua carne é vendida aos locatários, e tudo muda, quando um novo arrendatário chega e se apaixona pela filha do talhante. Daí à entrada de uma organização terrorista vegetariana é um ápice. 


The Lunchbox (2013)

Uma das características mais especiais de Mumbai em termos de comida, é a sua rede gigantesca de distribuição de marmitas. Cada cozinheiro, entrega a um “carteiro” de marmitas o almoço da pessoa para quem a alimentação se destina, e esta chega intacta ao destinatário a tempo da refeição.
Excepto se o sistema falhar. 


Soul Kitchen (2009)

Zinos, é o proprietário de um restaurante em Hamburgo, sem grandes apetências gastronómicas, dedicado apenas a servir locais. Até que contrata Shayn para o ajudar e tudo muda.


Comme un chef (2012)

Quando duas mentes brilhantes se juntam, normalmente a coisa ou funciona muito bem ou muito mal. Quando isso acontece dentro da cozinha de um restaurante de guia Michelin, e as duas mentes se encontram em campos opostos em termos culinários, tudo pode acontecer. 


Tampopo (1985)

O ramen constitui a base da gastronomia japonesa (e porque não, asiática, com todas as versões de massa e cereais transformado existentes).
A história de uma viuva com um bar de beira de estrada, auxiliada por dois camionistas, para obter a melhor receita de sempre da massa. 


The Hundred-Foot Journey (2014)

A história de um restaurante indiano, no meio da França rural, que abre lliteralmente em frente a um restaurante Michelin.
A suspeição e antipatia, transformam-se em companheirismo, a comida vence barreiras. 

THE _ M O U S S E

THE _ M O U S S E

Cave 23

Cave 23