O guia de Tokyo

O guia de Tokyo

Uma vez o Anthony Bourdain veio a Lisboa. Houve um programa sobre isso, filmado e transmitido. 

Metade dos que viu adorou (eu incluído), porque é uma oportunidade única de reflexão sobre a gastronomia local e de evolução sobre o turismo, a outra metade odiou (eu incluído), porque a companhia escolhida, o guião seguido, não reflectiram uma série de coisas (que nunca caberiam em 30 minutos) de que Lisboa é feita, e que os estrangeiros não conhecem. 

Tokyo, é uma Megapólis tramada, uma confusão permanente de 12 milhões de habitantes, viva 24 horas por dia, com um idioma próprio hábitos sociais que vagueiam entre o ultra tradicional e o hiper urbano, com tribos que não existem em mais lado nenhum do mundo. 

É lá que vive Shinji Nohara A.K.A. Tokyo Fixer. Com treino em direito, dons de escrita culinária, muitos contactos, e uma vontade de mostrar pessoalmente aquilo que o turista em JetLag quiser conhecer.  

Shinji faz da sua vida escrever e mostrar a comida de Tokyo. Claro que apenas a quem o conseguir encontrar, mas dado que no seu rol de convidados se incluem entre outros Anthony Bourdain, Wylie Dufresne, Daniel Humm, Naomi Pomeroy, Ricardo Zarate e David Chang, é provável que o faça bastante bem. Trabalha apenas por indicação de outrém, o que requer que se conheça alguém que ele conheça para lá conseguir chegar. 

As visitas levam no máximo quatro pessoas, e são completamente feitas à medida de quem vai (no sentido em que se conversa sobre gostos e apetências). No entanto, depois de embarcar está-se completamente nas mãos do anfitrião, mesmo que haja menus em inglês mesmo que se perceba o que se vai comer, para desgosto daqueles que gostam de estudar menus. 

O mesmo é válido, sobre fotografar e descrever os lugares que se visita. A identificação dos sítios, retirará aquilo que os torna especiais, e por isso não é permitida. 

Todos os artigos que li sobre este homem são unanimes: Ninguém se arrepende das centenas de euros gastos, em troca desta experiência tão pessoal e única, numa cidade tão diferente. 

 

Duplex - Restaurante: "A surpresa"

Duplex - Restaurante: "A surpresa"

Baunilha: Escassez mundial

Baunilha: Escassez mundial